Traveling by car with the dog


(Atualizado a 15/07/2021)

Na nossa família, cão é isso mesmo - família - e acompanha os seus humanos em todas as aventuras, desde que a saúde permita. Seja nas férias de verão ou nas escapadinhas de fim de semana, gostamos de estar juntos sempre que possível.

Sabemos que há muitas famílias como a nossa, por isso, partilhamos algumas dicas e cuidados a ter antes de meter a matilha no carro.

- Um bom passeio antes da viagem
Nem todos os animais reagem da mesma forma às viagens de carro, mas ter desgastado a energia e feito todos os xixis, ajuda!

- Paragens frequentes
Prepara-te para parar em todas as estações de serviço. Se te sabe bem esticar as pernas, imagina como vai saber ao teu cão!

- Temperatura no carro
Controla bem a temperatura no carro. Lembra-te que os cães não transpiram como as pessoas. E nunca, mas nunca o deixes sozinho no carro. Mesmo que sejam poucos minutos, a temperatura torna-se insuportável muito rapidamente, e nem as janelas semi-abertas aujudam. Os efeitos do calor são difíceis (impossíveis) de reverter, causam falha generalizada dos órgãos, podendo levar à morte em poucos minutos.

- Água
Tão óbvio como ter sempre água, é ter uma taça/bebedouro portátil, para todas as paragens.

- As coisas dele
A comida dele e a sua taça habitual podem ajudar a que se sinta o mais confortável possível. O mesmo se aplica aos brinquedos e à cama. Os cães são muito apegados às rotinas, pelo que, quanto mais natural e semelhante ao dia-a-dia for a viagem, mais calmos e serenos vão ficar.

- Cinto de segurança
Dependendo da forma como viaja e do porte do cão, deves escolher o método de segurança mais apropriado. É indispensável e obrigatório por lei.

- Boletim de vacinas do cão
Também é obrigatório e, acredita, pode fazer muita falta.

- Identificação visível
Não menos importante, usar sempre uma medalha de identificação na coleira ou peitoral. Se, por algum motivo, o animal fugir ou se perder, esta será a melhor hipótese que terás de o encontrar rapidamente. Não substitui o microchip, mas é mais eficaz a curto prazo: lembra-te que (infelizmente) nem toda a gente vai pegar num cão perdido e levá-lo ao veterinário, especialmente se for de noite ou durante o fim de semana. Mas, se tiver uma medalha com um contacto, a probabilidade de ser encontrado é enorme!

- Passeios de carro frequentes
Sempre que puderes, leva o teu cão a passear de carro. Mesmo que sejam passeios muito curtos. Assim, o teu cão não vai associar o carro às idas ao veterinário (o que acontece em muitos casos). Quando fizeres viagens maiores, ele vai mais descansado, porque o carro é um ambiente familiar e já tem os seus cheiros.

Espero ter ajudado, caso esteja por aí alguém novo nestas viagens a 4 patas! Não te deixes assustar pela lista, viajar com a família toda é o melhor do mundo!

Tens mais sugestões para acrescentar à lista? Sou todo orelhas!

Obrigado e até breve,
Golden, o cão

 


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published