Pets are not gifts


Estamos a duas semanas do Natal e, nas lojas que vendem animais, o cenário é o mesmo: os animais para venda são infindáveis, tal como os compradores.
São pais desejosos de oferecer às suas crianças o cachorrinho ou gatinho fofinho da raça da moda; namorados a mostrar às namoradas que são sensíveis e generosos, com o mesmo presente.
Não haveria nenhum problema nisto se os animais não fossem escolhidos como brinquedos. "Preferes um cão ou um tablet" é uma questão que se ouve com frequência.
Sei que muitas destas "compras" por impulso resultam uns meses depois em abandono, porque os bebés fofinhos crescem, porque deixam de ser fofinhos, porque fazem xixi no tapete, porque atrapalham nas férias, ou até porque "os pelos do animal não condizem com o novo sofá". Conheço muito bem esta realidade, os canis estão cheios de "presentes" de Natais anteriores...
É por isso que relembro:
- Animais não são descartáveis, são uma responsabilidade para a vida;
- Se querem mesmo um patudo, ponderem também a hipótese de adoção. Há muitos milhares de patudos em canis à espera de uma oportunidade. São de graça, e a única moeda de troca que conhecem é o AMOR. Não deveria ser assim o Natal?

Se concordam, ajudem a passar a mensagem. Talvez consigamos impedir que um patudo seja descartado depois do Natal, e já terá valido a pena.
O nosso animal deve estar presente nas nossas vidas, e não ser o "presente".

Cãoprimentos,
Golden, o cão

Animal não é um presente, é para estar presente My Golden Pet


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published