Quero adotar um cão, e agora? - Parte 1


Perguntam-nos muitas vezes como fizemos para adotar os nossos cães, como os escolhemos e como sabíamos que eram os cães certos para nós.

Decidimos escrever sobre a adoção de animais, mas o tema é longo, por isso, vamos fazê-lo por partes.

Nesta primeira parte vamos começar pelo fundamental - questões a considerar antes de adotar um cão:

- Todos os cães precisam de algum espaço. Dependendo do cão (tamanho, idade e personalidade) podem precisar de mais ou de menos… mas tens espaço para um animal em tua casa? Se estás a pensar deixá-lo confinado a uma pequena varanda, desiste da ideia.

- Além de espaço, é preciso tempo. Os cães são muito dependentes. Sendo animais extremamente sociais, precisam de nós para se manterem exercitados e entretidos. Antes de adotares um animal, certifica-te que terás tempo e disponibilidade para suprir todas as suas necessidades fisiológicas, comportamentais, sociais e físicas.

- Pode demorar algum tempo até que o teu novo amigo se adapte à nova vida contigo, especialmente se já tiver hábitos anteriores. Mas, ao contrário do que algumas pessoas pensam, todos os cães aprendem truques, até os séniores. No entanto, precisarás de paciência, tempo e dedicação.

- Cuidar de um cão implica um custo monetário que tens de ter em atenção (saúde, alimentação, legislação). Isto faz parte de ser um dono responsável pelo que, antes de adotar, tens de estar certo que conseguirás arcar com os custos (muitas vezes inesperados) que poderão surgir.

- Muitos cães estão em associações porque foram mal tratados no passado. Nestes casos, podem trazer alguma bagagem emocional. Pede aos voluntários mais informação sobre o cão antes de o adotar. Eles podem não conhecer o seu passado, mas saberão dizer se é calmo, nervoso, desconfiado, etc, e assim saberás o que esperar.

- Os cães conseguem adaptar-se facilmente a mudanças, mas tens de estar certo que lhe poderás dar todas as condições caso a tua vida mude. Se mudares de casa, de trabalho, de cidade ou mesmo de país, terás de garantir que consegues proporcionar-lhe a mesma dignidade.

- Se já tens um cão em casa, a apresentação deve ser feita com cuidado, preferencialmente num ambiente neutro (como na rua ou num parque). É normal que eles não se tornem nos melhores amigos do dia para a noite. Este é mais um processo que pode demorar o seu tempo, e em que é indispensável ter paciência. 

Lembra-te sempre que um cão é um compromisso para a vida e é importante proporcionar um ambiente estável a um animal adotado. Antes de o levar para casa, pensa bem se tens todas as condições para o fazer, porque adotar um cão e depois devolvê-lo é cruel para o animal (que pode até já ter sido abandonado anteriormente).

Se estás seguro em relação a todos os pontos acima, parabéns, mereces ter um cão! Nos próximos dias deixaremos algumas dicas de como poderás encontrar o cão perfeito para ti.

NOTA: Escrevemos sobre cães porque usamos a nossa experiência como base, mas muitos destes pontos também são aplicáveis à adoção de gatos.

Cãoprimentos,
Golden Family

Golden e Ruby

Sobre nós: 
Em 2015 adotámos o Golden, um rafeiro velhinho mais doce que o açúcar. Para partilhar a nossa felicidade, publicamos, diariamente, uma foto sua no Facebook (agora também com a Ruby, adotada em 2020). 
Em 2016 tivemos uma ideia: criar uma marca e loja de acessórios para animais que aliam design, qualidade e solidariedade.
Como amantes de animais, queremos contribuir para o bem-estar dos mais frágeis: 5% do valor das encomendas é doado a um abrigo de animais, sob a forma de alimentação e cuidados veterinários para cães abandonados. 
Todas as coleiras, peitorais, trelas, laços e medalhas são embaladas pelo Golden e pela Ruby, com uma mãozinha nossa, os humanos Neuza e João.

 


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos