Como escolhemos a melhor coleira para o nosso cão


Um dos maiores prazeres dos donos de cães é passear com os seus amigos de quatro patas. Aquilo que quem não tem cão vê como uma obrigação penosa 3 vezes ao dia é, na verdade, um momento de relaxamento, alívio, reflexão e diversão.

Cada vez mais com as rotinas extensas de trabalho e a correria do dia-a-dia, o simples facto de sair para passear (mesmo que seja apenas dar uma volta ao quarteirão) faz-nos parar, pensar no dia, relaxar, conversar e trocar experiências.

Além de tudo isto, passear é essencial para a saúde física e mental, dos cães e dos seus humanos. Recomendamos sempre aos nossos amigos que façam muitos passeios, que conheçam outros cães e pessoas, que façam amigos. Para isso, a coleira e a trela são essenciais, além do seu uso ser obrigatório por lei, em Portugal.

Mas, afinal, como escolhemos as coleiras e trelas, e como sabemos o que melhor se adapta à nossa situação?


Coleiras para usar em casa 

Além da resistência, claro, temos muita atenção aos materiais, pois uma coleira de textura suave e sedosa, além de maior conforto para o cão, também pode prevenir problemas de pele e pelo. 

Pode parecer desnecessário manter a coleira no cão dentro de casa mas, na verdade, ela é muito útil e pode evitar problemas sérios. Manter uma coleira confortável com uma medalha de identificação evita que, caso o cão apanhe uma porta aberta e decida dar um passeio sozinho, se perca e não mais seja encontrado.

Uma coleira confortável e uma chapa com um contacto podem salvar um cão, uma vez que fazem com que seja muito mais rapidamente encontrado em caso de fuga.

 

Coleiras / peitorais para passeios

Para passeios, principalmente para os mais longos, preferimos usar peitoral, embora a coleira normal possa ser usada sem problema. Porém, com peitoral conseguimos controlar melhor os movimentos do cão e sabemos que ele não se magoa se nos tentar puxar em direção a alguma Babe canina por quem se tenha apaixonado! Como o Golden foi adotado adulto/sénior, já trazia certos hábitos e achamos que o peitoral é mais adequado à sua personalidade, para passeios mais longos.

Os peitorais trazem uma segurança maior aos donos e aos cães, pois não seguram apenas o pescoço do animal, mas sim todo o peito. Devem ser usando sempre nos passeios de carro, com respetivo cinto de segurança.

diversos modelos de peitorais, indicados para todos os tamanhos, formas e personalidades. Para cães que puxam muito a trela, recomendamos o uso de peitorais que permitam prender a trela à frente mas, obviamente, o treino deve ser sempre o primeiro recurso e nada o substitui.

  

Trelas 

Em geral, a melhor trela é aquela que deixa o dono mais confortável (e seguro) para passear com o seu cão. Uma trela deve ser resistente mas também suave na mão dos humanos, prevenindo assim cortes e feridas.

Podem variar em forma, materiais e comprimento. Nós usamos as de 1m20, de acordo com a legislação portuguesa para passear em locais públicos.

Notas: Estas dicas são baseadas no nosso cão e na nossa experiência, e não substituem uma consulta com um treinador.

E vocês, como costumam fazer? Têm conselhos que possam deixar esta publicação mais completa? Deixem a vossa opinião nos comentários.
Sintam-se à vontade para partilhar esta mensagem se acharem que pode ajudar alguém.

Com amor,
Neuza, João e Golden, o cão!

 Coleira Peitoral Trela


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos